Identidade Alimentar na Área Metropolitana do Porto - Rural

Entidade promotora
ADRIMAG – Associação de Desenvolvimento Rural Integrado das Serras do Montemuro, Arada e Gralheira
Parceiros
ADRIMAG (Entidade Gestora da Parceria), ADRITEM, ADER-SOUSA, Litoral Rural e AMP
Designação do projeto
Identidade Alimentar na AMP
Código do Projeto
PDR2020-2024-086758
Eixo prioritário
Promoção da sustentabilidade e da qualidade do emprego
Região de Intervenção
Norte
Data de aprovação
11/01/2023
Data de início
23/01/2023
Data de conclusão
31/12/2024
Descrição

O projeto cuja implementação agora se propõe, visa, a longo prazo, contribuir para a adoção de uma nova estratégia alimentar na Área Metropolitana do Porto, assente na produção e no consumo locais.

A presente parceria define, como objetivos gerais, a promoção da dieta mediterrânica, da literacia alimentar e a educação e o combate ao desperdício alimentar, através de ações de sensibilização para uma alimentação sustentável e equilibrada;

Define-se como público-alvo primordial as crianças a frequentar o 1.º Ciclo do Ensino Básico, situadas, portanto, numa faixa etária entre os 6 e os 10 anos de idade. Paralelamente, identificam-se outros destinatários, tais como, diretores, funcionários e utentes das instituições de âmbito social, diretores e docentes dos estabelecimentos escolares, autarcas locais, produtores locais e comunidade local em geral

Objetivos

Os temas prioritários que serão objeto de intervenção no contexto do presente projeto serão:

  • Dieta Mediterrânica;
  • Literacia Alimentar e Educação;
  • Combate ao desperdício alimentar

Objetivos específicos:

  • Incentivar o consumo de produtos locais, de época e tradicionais, em consonância com os princípios da Dieta Mediterrânica;
  • Promover o consumo com Identidade Alimentar Mediterrânica Territorial, melhorando a qualidade nutricional da oferta alimentar e combatendo a precariedade alimentar;
  • Realizar ações de aconselhamento e de sensibilização sobre a Dieta Mediterrânica, promovendo e valorizando os produtos endógenos, os produtos de qualidade certificada e a Dieta Mediterrânica;
  • Promover a adoção de uma alimentação sustentável através da educação para uma alimentação saudável;
  • Promover a economia e o desenvolvimento socioeconómico da Área Metropolitana do Porto.
Atividades

Eixo 1 – Dieta Mediterrânica

É a identidade alimentar territorial que permite a identificação dos elementos da dieta mediterrânica em cada região. Assim, o levantamento e a promoção da identidade alimentar territorial permitem a abordagem sistémica (sistema alimentar territorial) que a preservação da Dieta Mediterrânica pressupõe.

  • Reuniões com técnicos, levantamento bibliográfico, identificação dos parceiros (individuais e coletivos), definição de um plano de ação para as ações de promoção da dieta mediterrânica. Reuniões em metodologia participativa.
  • Levantamento alimentar territorial (produtos, variedades regionais, culturas, práticas de conservação, combinação, transformação, preparação, confeção, cultura) com envolvimento comunitário (técnicos ADL, técnicos dos municípios, associações, produtores e parceiros locais).
  • Criação do Manual de Identidade Alimentar Territorial.
  • Criação de um Plano de Atuação Territorial para defesa, potenciação e promoção da identidade alimentar mediterrânica territorial com passos e eixos de atuação definidos, com o envolvimento e consulta aos técnicos e parceiros locais e continuidade e operacionalização do Manual de Identidade Alimentar Territorial.

Eixo 2 – Literacia Alimentar e Educação/ Combate ao desperdício alimentar

Com este projeto pretende-se dar a conhecer, promover e facilitar o consumo com identidade alimentar mediterrânica territorial, sensibilizando também para quanto o mesmo contribui para o combate ao desperdício alimentar.

  • 1. Programa de Mentoria com criação do Kit IPSS com Identidade Alimentar Mediterrânica Territorial; Kit Escola com Identidade Alimentar Mediterrânica Territorial; Kit Município com Identidade Alimentar Mediterrânica Territorial. Estes kits poderão materializar-se como um manual com páginas descartáveis.
  • 1.1. Identificação dos mentorandos (1 entidade por Município)
  • 1.2. Reunião de apresentação inicial – Manual de Identidade Alimentar Territorial, metodologia e objetivos + identificação da equipa/técnicos dos mentorandos, para acompanhamento do processo
  • 1.3. Diagnóstico dos mentorandos
  • 1.4. Proposta de intervenção
  • 1.5. Acompanhamento da intervenção
  • 1.6. Plano de melhoria contínua
  • 2. Ações de sensibilização diretas com produtores e seu envolvimento com os mentorandos (workshops, rodas de conversa, boas práticas, visitas de campo, visitas a IPSSs, cantinas, espaços municipais) para dar a conhecer e promover a Identidade Alimentar Territorial – 1 sessão por Município.
  • 3. Campanha de comunicação e disseminação abrangente, utilizando conteúdos disponibilizados no Manual de Identidade Alimentar Mediterrânica Territorial, sensibilizando também para o quanto as práticas apresentadas no Manual contribuem para o combate ao desperdício alimentar.
  • 4. Seminário final – apresentação e promoção de todos os conteúdos e materiais desenvolvidos, com o envolvimento dos parceiros e mentorandos.

Eixo 3 – Gestão de projeto

  • 1. Realização de 8 reuniões de parceria, no decorrer do projeto, com a presença de representantes e técnicos de projeto das 4 ADL´s, para avaliação das ações, gestão e monitorização.
Metas
  • 376 Pessoas Envolvidas | 48 Entidades Envolvidas |  40 Reuniões Realizadas | 13 Visitas de Campo
Vídeo da iniciativa disponível aqui
Para mais informação, contacte-nos por email:

Daniel Lino – daniellino@adritem.pt